A gradação da sabedoria...

"O que é preciso é alcançar a serenidade de uma vida já sem ilusões, a aceitação quase sorridente da desgraça. A sabedoria plena."

Augusto Abelaira, escritor e jornalista

Fotografia de Aleksandr S. Khachunts, intitulada "Gradient of illusions": http://www.photoforum.ru/

4 comentários:

Dalaila disse...

a sabedoria deve ser o penamento amadurecido na vida, com questões, com razão, com emoção também.

Mas que nunca se deixe de criar a ilusão... que consigamos ir buscar dentro de nós o imaginário.

Marinha de Allegue disse...

Concordo con Dalaila a ilusión nunca nunca se debe perder, a chispa da vida...

Unha apertaaaaa.
:)

lupussignatus disse...

Boa noite Dalaila!

A sabedoria é assim como fruto maduro; corolário de muitas e des-niveladas tribulações da árvore: semente, crescimento, poda, velhice; frio, vento, chuva, neve.

Tens toda a razão. Esse caminho é indissociável da ilusão. É esse imaginário de que falas que nos alimenta a razão e os sentidos.

Obrigado por esse olhar atento, crítico e perspicaz :)

Semana cheia de ilusões e sabedoria.

lupussignatus disse...

Olá Marinha!

Sim, concordo contigo. A ilusão pode ser o motor para renovadas esperanças.

Assim a sua faísca nunca se apague dentro de nós :)

Semana plena.