Aquilo que nos separa é aquilo que nos une...



"O problema são os preconceitos e as ideias pré-concebidas. O meu filme [Babel] não trata daquilo que nos separa, mas daquilo que nos une.
Basta que se veja aquilo que acontece na fronteira americana-mexicana. Esse é o problema: vemos sempre o outro como uma ameaça. E hoje, ser diferente significa ser perigoso."

Alexandro Gonzalés Iñarritu, realizador mexicano de filmes como "Amor Cão", "21 Gramas" e "Babel", in Jornal de Notícias, 24.05.2006

2 comentários:

Dalaila disse...

Grande filme, que reflecte diferentes realidades em 3 pontos do mundo tão diferentes... coloca questões pertinentes dos países mais desenvolvidos, em relação á simplicidade da vida das crianças e de uma familia "no meio do nada"... e uma excelente banda sonora.
:) obrigada por lembrares aqui

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

Fascina-me este cinema que vai além do superficial e que toca nas feridas - e nos deixa pensar; e nos deixa a pensar...