Luz e sombra





Um raio de luz
oblíqua
adormeceu
sobre as nervuras
dos rochedos
e derramou-se
em fios de sombras
pelos seus interstícios

com um riso pueril


V. Solteiro, 26.03.07




2 comentários:

maat disse...

Pelo que se vive neste espaço, dediquei esta última edição à ARQUITECTURA DAS PALAVRAS.


***maat

lupussignatus disse...

Quanta honra!!!

Será que eu mereço?

Obrigado. Carpe Diem.