Há dias assim...



O dia
acontece
no lugar
mais recôndito
e inabitável

O dia
cresce
na geografia
mais incerta
e inóspita

O dia
floresce
na corola
de uma estrela
ou na pupila
de um guarda-rios

O dia
enternece
quando bate asas
na liberdade
de um cometa
que voga
pelo pensamento

até já ser noite


V. Solteiro, 28.03.07

2 comentários:

Luis Enrique disse...

Bonito poema ao dia. Ficam meus comprimentos.

abraço

lupussignatus disse...

Obrigado, Luís Enrique.

Um bom dia para si.

Abraço