Um tiro no escuro


Eleva a dor ao seu ângulo
raso Funde no vaso 
o bronze mais puro
Rói a membrana do escuro
Ruminante é o vesgo 
quotidiano que verga 

Enxerga 

A raiz da luz
é ave cravejada 
de chumbo

Vítor Calé Solteiro

12 comentários:

Graça Pires disse...

"A raiz da luz
é ave cravejada
de chumbo"
É mesmo um tiro no escuro...
Abraço.

Mar Arável disse...

Excelente esta luz

Alysson disse...

Já disse que adoro essa música "de fundo" do seu blog? Se não, agora digo: adoro! Gosto das suas palavras polidas e das não tão polidas também. Gostei dessa luz! Abraço

João Esteves disse...

Tiro dado no escuro dentro da arquitetura das palavras me pega: gostei muito.

Nidja Andrade disse...

Um tiro no escuro é sempre arriscado principalmente quando se trata de amor em jogo!...
Já te sigo... me segues?
AbraçO

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido
também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
Sou António Batalha.

Jaime A. disse...

Ave cravejada de chumbo, a noite que, espessa, busca a vida, o regresso do poeta e o amanhecer.

* hemisfério norte disse...

mas que espaço encantador :)

Uouo Uo disse...



thx

شركة تنظيف بالرياض




thank you

حراج السيارات


thank you



احلى سينما

Uouo Uo disse...




thx

شركة تنظيف بالرياض




thank you

حراج السيارات


thank you



احلى سينما

Helenice Priedols disse...

Sonoro!

Abraço. Paz e luz.

Nidja Andrade disse...

Uma combinação perfeita. AbraçO