Mães-terrenas, águas-mãe...


"(...) As mães são as mais altas coisas
que os filhos criam, porque se colocam
na combustão dos filhos, porque
os filhos estão como invasores dentes-de-leão
no terreno das mães.
E as mães são poços de petróleo nas palavras dos filhos,]
e atiram-se, através deles, como jactos
para fora da terra.
E os filhos mergulham em escafandros no interior
de muitas águas,
e trazem as mães como polvos embrulhados nas mãos]
e na agudeza de toda a sua vida (...)"


Excerto de poema de Herberto Helder, in "A Faca Não Corta o Fogo - súmula & inédita", Assírio & Alvim
"Tribute to the mother", de Luís A. Steinberg

14 comentários:

maré disse...

e há uma voz Maior de sapiência
nos tentáculos da água

um rumor uterino
de árvore

___

deixo maio
e o fulgor das giestas

Delirius disse...

Este poema é de uma beleza extraordinária, e eu adoro este Herberto! Olha-me só isto:

"E digo: elas cantam a minha vida.
Essas mulheres estranguladas por uma beleza
incomparável.
Cantam a alegria de tudo, minha
alegria
por dentro da grande dor masculina.
Essas mulheres tornam feliz e extensa
a morte da terra.
Elas cantam a eternidade.
Cantam o sangue de uma terra exaltada."

Fantástico!!!

Beijo!

~pi disse...

as mães sim são mãos são

polvos

embrulhados na cintura

no rigor dos gestos

no moinho do ar

as mães são plantas

inocentes,

no início

apenas pedem para

vestir o casaco,





~

O Profeta disse...

Sublime...!


Abraço

GMV disse...

Sempre magnífico Herberto Helder... e as tuas escolhas.

Beijo

Tchi disse...

As MÃES são a ALMA do MUNDO.

Paulo - Intemporal disse...

as mães são.

altas. da terra ao céu.

amei.

sublime e bel.íssimo.

um abraço

gabriela rocha martins disse...

Herberto .o único ,num belíssimo poema en canto maior



.
um beijo

Meg disse...

...E as mães são poços de petróleo nas palavras dos filhos...

Que mais dizer das palavras de do poeto único... HH?

Um abraço

vaandando disse...

uma mãe não é uma alta coisa, fico negativamente impressionado com esta coisificação de um de ser de luz carne e sonho ..
abraço
________ JRMARTO

PAULO MIRANDA (A Folha) disse...

A relação quase simbiótica entre mãe e filho...

maria azenha disse...

contra tudo e contra todos,é uma sensibilidade, estes últimos livros dados à estampa, são uma sombra da POESIA TODA deste poeta gigante!
Não é o caso deste excerto.

Obrigada,

Sight Xperience disse...

Muito emotivo este poema. Vem mesmo das entranhas do autor.
Boa escolha! Obrigado por partilhar.

icendul disse...

já ouviste este poema declamado pelo próprio hh? postei-o uma vez no poros, mas não sei se o upload ainda vigora... se não conheceres e quiseres, mando-te por mail. vale bem a pena:)