Mar sem fim...



"Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que suponho
Seres um milagre criado só para mim."



"Mar sonoro", poema de Sophia de Mello Breyner Andresen

"Coming back from the fishing", fotografia de Berenice Kauffmann Abud in http://www.photoforum.ru/

16 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

milagre: muito.


beijo.

Mïr disse...

Mar, sempre o mar.

Boa semana.

mariah disse...

...sempre o mar...que nos Sonha e de quem somos filhos da sua voz...


Afecto,

***maat

planeta disse...

As ondas do mar enrrolam os meus pensamentos e os raios que ali espreitam iluminam a minha alma.
Muito bom...

Dalaila disse...

e porque ainda gritas??? porque transbordas para mim? porque tens sal que acalma as feridas? porque és água? por isso tudo és imenso em mim, em n´´os em todos

Carla disse...

sonoro mar que me deixa a bailar no seu sonho
beijos

icendul disse...

um espelho de espuma e água à nossa medida. além da nossa medida.

tonsdeazul disse...

Ai Sophia, Sophia que ilusão a tua... que é também minha, de acreditar que o mar poderia ter sido criado só para mim!!

lupussignatus disse...

Olá Isabel!

Mar prodigioso...

Beijo.

lupussignatus disse...

Olá Mir!

Agora e sempre...

Óptimo fim de semana.

lupussignatus disse...

Olá Mariah!

Deslumbrantes imagens - "mar que nos Sonha" e de quem "somos filhos da sua voz"...

Obrigado.

Afecto.

lupussignatus disse...

Olá Planeta!

Bem-vinda arquitectar...

O mar é onda de luz, líquido prateado que nos embebeda de emoção...

Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

O teu comentário extravasa a página...

Como onda alterosa...

Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Carla!

Canoro mar...

Beijo.

lupussignatus disse...

Olá Icendul!

Desmedido...

lupussignatus disse...

Olá Tons de Azul!

Mar pessoal e intransmissível...