O coração das flores


Fotografia de V. Solteiro,
Parque Natural da Ria Formosa
Março de 2008
Não murcham
as flores
que despontam
pela boca
do coração
O que seca
são os lábios
gretados
pela sôfrega
sede do betão
V. Solteiro, 31.03.08

10 comentários:

un dress disse...

o coração da

flor-

-betão

maat disse...

Bem traçado este poema na realidade actual.

***maat

Hanah disse...

lindissimo....

~pi disse...

de florir

arrastada

Dalaila disse...

frio, esse lábio, quente essa flor que desabrocha

lupussignatus disse...

Olá Un Dress!

Dispenso mais betão...

Fico com a flora(cora)ção...

lupussignatus disse...

Olá Maat!

A fotografia não o revela mas, ao fundo, desertos de betão comem o escasso chão que ainda resta...

florido

Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Hanah!

Muchas gracias :)

lupussignatus disse...

Olá Pi!

Perfume que nos arrasta, sim...

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

quente

colorida

vestida

com o cheiro

do deslumbre