O perfil dos minerais...


(A meus pais)
calejadas pelo ardor do sal
as mãos
fincam na terra
o pomo da ternura


na progenitora lâmina
da enxada
elas desvelam
o perfil dos minerais


Poema de V. Solteiro


"Paysan à la houe", quadro de Georges Seurat, 1882
Foto retirada daqui:

17 comentários:

Graça disse...

Lindo...


Um beijo

Jefferson Bessa disse...

mãos que plantaram e colheram mãos que escrevem ternamente.

um abraço.
Jefferson

Ana disse...

O pomo da ternura a fazer florir as palavras.

gabriela rocha martins disse...

deliciosamente doce ,ou a ternura feita poema



.
um beijo

~pi disse...

res

pi

r

ar

a terra

re

colher

a

sei

va,

Marta disse...

LINDO :)poema!

há um desafio no me blog para si !

Priscila Lopes disse...

Poemas sóbrios. Me encantam.

Um abraço!

Lídia Borges disse...

Bela homenagem a quem trabalha ou trabalhou a terra, arrancando o pão com "mãos calejadas pelo ardor do sal"


L.B.

maré disse...

o gesto

simultanea
mente
fecundo

Sonia Schmorantz disse...

Imagem especial, palavras reais...
abraço, lindo final de semana

maria azenha disse...

m
ã
o
s

d
e


sol

mariabesuga disse...

deles, os teus pais, para ti, os sentidos das palavras.

um abraço

vaandando disse...

O peso das palavras nos afectos profundos!
Belo!
________ JRMARTO

Paulo disse...

re.digo uma grande amiga:

"amei.de.amar"

.u.m.a. .b.o.a. .s.e.m.a.n.a.

Sara L. Miranda disse...

Que belo.

icendul disse...

mineral a semente que
se converte em fruto da verticalidade inexorável da
árvore.

[bom fim-de-semana]*

Adriana Godoy disse...

muito belo....