Um rosto lavrado...

"Às casas, às nossas lavras
às praias, aos nossos campos
havemos de voltar

Às nossas terras
vermelhas do café
brancas do algodão
verdes dos milharais
havemos de voltar

Às nossas minas de diamantes
ouro, cobre, de petróleo
havemos de voltar

Aos nossos rios, nossos lagos
às montanhas, às florestas
havemos de voltar

À frescura da mulemba
às nossas tradições
aos ritmos e às fogueiras
havemos de voltar

À marimba e ao quissange
ao nosso carnaval
havemos de voltar

À bela pátria angolana
nossa terra, nossa mãe
havemos de voltar

Havemos de voltar
à Angola libertada
Angola independente"


"Havemos de Voltar", poema de Agostinho Neto, escrito na cadeia do Aljube, Outubro de 1960

"Refugees in Mbanza Congo, Angola", fotografia de Alfredo Leite, in http://www.photoforum.ru/

5 comentários:

Dalaila disse...

esperemos que etas palavras se tornem reais, nas mentes, nos povos, nos dirigentes

Meg disse...

Que esse regresso já se tenha verificado, principalmente nos últimos tempos, e que o Aljube seja a marca de um tempo passado mas não esquecido.
Um abraço

~pi disse...

olhos de

ja

de



~

Hanah disse...

Belos dias para ti...

Miguel disse...

Bela imagem