Olhar petrificado

Pormenor da Igreja de São Francisco, Porto
Fotografia de V. Solteiro


I. olhar por dentro. para dentro. olhar em volta. fazer do olhar o centro. o epicentro da revolta. trazer na volta outro olhar, outro vento. de outras fontes pressentido. de outros rios ferido.

II. olhar a diferença. olhar a indiferença. vaga petrificada. líquida ausência.

III. olhar a pedra que pensa. a pedra que sente. a pedra que fala. convertida em estátua. em vertical idioma.

IV. olhar inquinado. explode em fogo fátuo de milhões de imagens. as pestanas desdobram-se em miríficas tempestades. soçobram. sobram as estonteantes e ininterruptas des-focagens da realidade. actualidade dormente. prime-time latente. lente sem margem. óptica desviante. o mundo de fio a pavio. em deambulações incessantes. em repetições penosas. a programação segue dentro de momentos. as audiências estão sequiosas.

V. enevoado e combalido, transido de frio e decepção, esquecido de si próprio e da sua humana condição, o olhar afunda-se em barcaças toscas e fragéis. cruza mediterrânicas correntes e europeias cegueiras. em busca de uma ténue ondulação de dignidade. do retorno de um outro olhar.



V. Solteiro, 27.07.08

3 comentários:

Ramon Alcântara disse...

olhar-mo-nos olhando-nos e não nos vendo e não nos ver vendo-nos nos olhar... coisas que preocupam os oftalmologistas.


abz

mariah disse...

...de facto, o mundo anunciado por Orwell- VISIONÁRIO DO TERROR TECNOCRÁTICO-

Cito:
"As ditaduras que a democracia autoriza e fomenta não se impõem, é evidente, pelo fácies sanguinário mas conquistam corpos e mentes numa "boa" e com boas maneiras, com falinhas mansas, com paisagens tranquilas."-de Afonso Cautela


...este texto/poema é valioso!...

afecto,

mariah

Mïr disse...

Gostei deste olhar, "retorno de um outro olhar".

Abraço.