Germinação



lavras
as palavras
com o arado
lunar


Nua
espiga
trigueira
sequiosa
do ardor
do estio
lanças
os grãos
à seara
dos gestos

irrigas
mondas
ceifas
colhes


é fruto
do sangue
o astro
que acaba
de germinar


V. Solteiro, 11.04.08
"Evening ear", fotografia de Vechniy, in http://www.photoforum.ru/

9 comentários:

un dress disse...

aras.palavras

[curvas.raras





~

Hanah disse...

...o fruto (a)colhe cada grão do astro luminoso


bom domingo

Hanah disse...

beijo musical...

maat disse...

poema de agricultura celeste, assim lhe chamaria...

luminoso,


***maat

Dalaila disse...

é vida que cresce

lupussignatus disse...

Olá Un dress!

excessivas

curvas :)

lupussignatus disse...

Olá Hanah!

fruto

que amadurece

cá por dentro


Continuação de boa semana.

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Obrigado.

Assim o urbano-campestre saiba urdir a enxó dos astros... :)

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

...e nunca arrefece...

Mesmo que a intempérie dê cabo da colheita...