Migração



para a Marisa

Dentro da cabeça das andorinhas fervilham nuvens de ideias.
Quando alguma assenta na navalha da folha, logo os minúsculos membros se retesam, prontos para rasgar o infinito.

Vítor Calé Solteiro


4 comentários:

Graça Pires disse...

Andorinhas prontas a rasgar o infinito. Belo.
Abraço.

marlene edir severino disse...

Belo!

Abraço daqui

Lídia Borges disse...


Voos em tempo certo na incerteza dos ventos.


Lídia

Alysson disse...

Se fosse eu um passarinho, não perdia um minutinho se quer sem voar...