Da arte da costura



Uma mulher rasga as vestes da noite
com suas mãos de cravos 
e pés de cardo


Na sacola carrega 
um naco de pólen 
e translúcidas gotas de orvalho


Com a destreza dos dedos
ela tece o véu de mais um dia
na linha de montagem 


V. Solteiro

6 comentários:

Jefferson Bessa disse...

Costura de quem se liga imediatamente ao mundo. Abraços.
Jefferson

Maria João disse...

A Feminilidade na arte de tecer as palavras.

Grata pela partilha

Beijos

maria azenha disse...

Diria desta fase - a fase azul do poeta.
desta tessitura...sons que melhor convêm à voz ...

gosto.


beijos


***maria

Kézia Lôbo disse...

Rasgando..
tecendo...
costurando...
tesouras e tesouras
linhas e linhas
reparando e criando
formas...

Ameiii

helen ps disse...

Uma linda imagem!
Abraços

PAZ e LUZ

MOISÉS POETA disse...

Da arte da costura fez-se a poesia...

Bonito demais !

Um abraço !