Dos caminhos e ninhos do pensamento...

Não vacila a haste
que semeias
com mãos prenhes
de futuro

É fundo o veio
que a sustenta

Absorve o perfume
que os teus passos
movem

São eles que cultivam 
o chão de jardins
de estrelas


V. Solteiro

6 comentários:

helen ps disse...

Que lindo poema! Plantando a esperança do futuro.

Feliz Ano Novo!

PAZ e LUZ

MOISÉS POETA disse...

Belo como a canção ao fundo...

Abraços !

Jefferson Bessa disse...

Cultivar e semear o porvir. Muito bonito, amigo!
Abraço
Jefferson

Luiza Maciel Nogueira disse...

belíssimo! escreves como alquimista de palavras. beijos

icendul disse...

semear futuros no útero telúrico, projetar intenção ao redor,
cheirar o fruto emergente.

bjns

(acho que tb vou postar este comentário, espero estar isenta de taxas:) )

Kézia Lôbo disse...

Lindooo!