Assombraluz


maternal doçura a que emana da tua
sombra.
frondoso o berço de luz em que te deitas.
avassaladora
 a força com que te agarras ao húmus do céu.
o teu esplendor é a prova maior
da insignificância do homem.
nada em ti é vão.
tudo em ti é voo.
amiga árvore, do teu peito ramifica-se
a raiz da dignidade

Texto e fotografia
de V. Solteiro

16 comentários:

Ana Pallito disse...

Sei que sentirei saudades das arvores e dos oceanos.

Paula disse...

MAGNÍFICAS fotos!!

gabriela r martins disse...

há dias ,alguém dizia.me - "hoje tudo se vende ,excepto a minha dignidade"

e

eu ,face ao que me rodeia ,pergunto - quantos poderão fazer tal afirmação?



.
um beijo

Carmo disse...

Simplesmente sublimes (texto e foto). Quão insignificante somos perante esta anciã. Quanta sabedoria deve ter...

Beijinhos e bom fim de semana

Jefferson Bessa disse...

um canto tão erguido
quanto
a dignidade que se ergue:
Vida

Abraços.

Sight Xperience disse...

Grandes imagens...as das palavras e da fotografia!
As árvores são efectivamente um grande manancial de dignidade...
"as árvores morrem de pé"

Abraço

maré disse...

ventre aberto

à luminosa esperãnça

de Sermos

_
obrigado V

um sorriso
e um beijo

helen ps disse...

Belíssimas fotos, inspiradíssimo poema. A árvore é mãe-pai, abrigo, fortaleza.

Abraço.

PAZ e LUZ

Graça disse...

Lindo!

[e belas as fotos]


beijo meu.

Lídia Borges disse...

Imagem deslumbrante, que inspira.
Nas palavras toda a luz de quem sabe amar a Natureza.

L.B.

jessica daiane disse...

"A natureza é sábia e justa. O vento sacode as árvores, move os galhos, para que todas as folhas tenham o seu momento de ver o sol."

contagotas disse...

"nada em ti é vão, tudo em ti é voo"
Adorei!

Carmo disse...

De férias?!!!

Um beijo

luís filipe pereira disse...

Belíssima construção poética que, exemplarmente, dá a ver o cruzamento /quiasmo da horizontalidade (telúrica) e verticalídade (aérea), como neste verso de grande valor impressivo e imagético "a força com que te agarras ao húmus do céu."

Filipe

dade amorim disse...

Belas fotos, palavras justas e lindas.

Beijo.

Ana disse...

Na força das árvores o pulsar da vida.
Poema e foto em sintonia de luz.
Beijo *