Navega.dores do sol...

promissor
o grão
brota
silente
dos ramos
das nuvens
***
incansável
navega.dor
de sol e bruma
a sua vertical
energia
é húmus
para os olhos
das pedras
Poema e fotografia
de V. Solteiro

12 comentários:

Delirius disse...

silencio é dor imensa...
beijo

maria azenha disse...

a expansão do sol.
lindo!


afecto,

mariah

Lídia Borges disse...

A poesia na plenitude das paisagens interiores... e não só!


Um beijo

Graça disse...

Li, reli, tornei a ler... porque a beleza das palavras nunca cansa.


Beijo

adelaide amorim disse...

Belíssimo, V.

MEUS PENSAMENTOS disse...

V.
vim lhe a gradecer por seguir meu blog deixar um abraço e dizer que os poemas do seu blog são profundos e cativantes ,volto mais vezes!

O Profeta disse...

Nasceu!
Nascem a todo o instante
Os sentires vindos da alma
Tatuados a cada semblante

Um beijo na tua procura
Um abraço fica suspenso
Um sorriso desponta da tristeza
Um olhar prende o momento


Boa semana


Abraço

sara disse...

olá
obrigado pelo coment k deixaste no meu blog...
a minha mãe conhece um joão lupus signatos....acaso és tu? lol
bjokas
Sara Santareno

Sonia Schmorantz disse...

No silêncio a vida renasce numa semente, é o milagre da natureza que cumpre seu fim, sem publicidade...
abraço

mariabesuga disse...

brota grão, promissor... (re)nasce na energia do poema...

maré disse...

e caricia de azul

é belo!

vaandando disse...

é de facto lindíssimo ...
um prazer ler a sua arte!
________ JRMARTO