Eli-minar a morte...

"Quando se é mais novo, a ideia de morte é tão longínqua que normalmente pensamos que nunca morremos. É uma das maiores desgraças que pairam sobre o mundo moderno. As pessoas que estão no poder, sobretudo, devem pensar que nunca vão morrer. É por essa razão que são tão estúpidas.
A modernidade elidiu a ideia da morte. É uma omissão incrível. Um dos factores mais negativos do comportamento da nossa sociedade. Deveria ensinar-se aos miúdos, na escola, da maneira mais natural, que temos de morrer. A ideia de sermos mortais ajuda muito a viver. Mas a nossa sociedade escondeu totalmente a ideia da morte. Em compensação, porém, estamos cheios de cadáveres. É só abrir a televisão. Como pode funcionar bem uma sociedade em que há muitos cadáveres mas não há a ideia da morte?"


António Tabucchi, in jornal Público, suplemento Mil Folhas, in 22.04.06, a propósito do seu livro, "Tristano Morre", Editora Dom Quixote


"Death", fotografia de Rodrigo Torres, in www.photoforum.ru/


7 comentários:

Ana disse...

Lucidez.

mariah disse...

...isto é verdade...
assino totalmente, e a cremação para além dos motivos óbvios, representa um modo de eli-minar a morte...
O alcance deste post é imenso...


Afecto,
mariah

maré disse...

ou edifícios de indiferença na cabeça...

maré

~pi disse...

? a morte terror in][visível




~

gabriela rocha martins disse...

... porque a morte é o acidente mais estúpido que ,inevitavelmente ,nos acontece .sou das que sublimam o acto de nascer e não o acto de morrer .sei que esta minha afirmação levar.nos.ia muito longe ,mas é precisamente aí que me quero .na discussão .na VIDA .jamais na morte ,muito embora perceba onde o autor quer chegar .todavia ,elevo o meu hino à VIDA
tchim ,tchim!


.
um beijo

Meg disse...

A morte é a única certeza que temos na vida, por isso ela devia fazer parte dos nossos "conceitos"
desde a infância. Seria muito menos dramática.

Abraço

rosasiventos disse...

... a

in-ven-tar de-va-ga-r o teu


nome,