O trono da candura


sagrado
é o lume
da primavera



dele recolho
o fruto
que maio
coroou
na fronte
da cerejeira


rubi
redondo
puro


da boca
ergo
um rosáceo
trono
de candura



V. Solteiro, 02.05.08

"Lead me to the red", fotografia de Wayne Chiu, in http://www.photoforum.ru/

17 comentários:

mariah disse...

um poema, dos mais líricos que te li.

belo, é pouco...
iluminado.
diadema na fronte.

***maat

Hanah disse...

...

belissimo...

vendaval com poesias disse...

Fico encantada quando leio os poemas pela primeira vez, esse particularmente,não o conhecia, imagina como fiquei...
agradeço por me apresentar,
abraços, e aproveito em elogiar a escolha da imagem.

Mïr disse...

Que bela recolha do fruto maduro da alma...
É lá a Nascente.

Vieira Calado disse...

Muito bom, este poema.
É de quem sabe.
Um abraço

Ana Pallito disse...

Para mim ficou-me por berço. \0/

Dalaila disse...

sagrado é a cor da primavera nas tuas fotografias, que do dourado trazem vida

Dalaila disse...

Ah! o Rufus vem à casa das artes a Famalicão em Junho.

tonsdeazul disse...

A foto está lindíssima! Tem uns bonitos tons.
E este Maio está a começar bem quante!

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Fico feliz por teres gostado...

E grato...

Profundamente.

lupussignatus disse...

Olá Hanah!

Obrigado.

Pela atenção.

Pela visita.

Pelas palavras.

lupussignatus disse...

Olá Vendaval com poesias!

Este é um fruto ainda muito verde e pequenino; começou a ganhou cor depois de um dia no campo, a apanhar limões e a comer cerejas :)

Obrigado pela visita e pelas carinhosas palavras.

lupussignatus disse...

Olá Mir!

Nascente que fascina pelo rumor das águas...

lupussignatus disse...

Olá Vieira Calado!

É de quem sabe...que nada sabe :)

Grato pela visita e pelas palavras.

Abraço.

lupussignatus disse...

Olá Ana!

...Embalado pelo carinho, espero :)

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

Esta rubra e fogosa fotografia não é da minha autoria, mas sim de Wayne Chiu.

Tens toda a razão: é uma imagem cheia de cor e vida - retrata na perfeição o sagrado chão da primavera...


P.S. Obrigado pela informação sobre o concerto do Rufus. Já está marcado na minha agenda :)

lupussignatus disse...

Olá Tons de Azul!

Maio arde nas mãos dos frutos :)