O dialecto do lume



minúsculo
e irrequieto
átomo
riscando
a densa
matéria
o pirilampo
flamejante
vogal
carregada
com o til
do futuro
traçou
no ar
a espiral
de um novo
dialecto


ponto
por
ponto


vírgula
a
vírgula


o insectívoro
farol
semeou
o espaço
de hábeis
acentos
de lume
incendiando
o pomar
dos vocábulos
com o seu
fosforecente
pólen


botão
flor
fruto
árvore


todos eles
crescem hoje
grávidos
de seus cristais



V. Solteiro, 20.05.08


Imagem retirada daqui:


22 comentários:

Vieira Calado disse...

Muito interessante este poema!
Um abraço

~pi disse...

belo!

[ a nascer

transparências ~

Mïr disse...

Um poema com "acentos de lume".

Abraço.

mariah disse...

(...)o insectívoro farol semeou o espaço
de hábeis acentos de lume
incendiando o pomar dos vocábulos
com o seu fosforecente pólen(...)
- imagem entre imagens de que gosto-

"botão
flor
fruto
árvore"


crescem de seus cristais

(...)belo.


***maat

Hanah disse...

lindo...

beijinhos de por do sol

un dress disse...

tão língua tão

dia lecto ocaso

tão

gravidez de

cristal





beijO

João Moreira disse...

Um poema de sol nascente

Dalaila disse...

a crescer por dentro e a marcar-se fora

L. disse...

cristais evaporados pelo corpo

como os vidrinhos que liberto

anos após um acidente de viação

Carla disse...

dádiva
...da natureza
bj

maré disse...

atravessando o silêncio...
cristais de lume incendiando a noite, como pássaros nocturnos escrevendo o poema.

bj

lupussignatus disse...

Olá Vieira!

Lume-andarilho...

Abraço.

lupussignatus disse...

Olá Pi!

transparências

flor

crescentes


Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Mir!

Espero que não seja um acento agudo :)

Obrigado.

Abraço.

lupussignatus disse...

Olá Mariah!

Gosto de fotos-poema...

De poemas ancorados ao cais do real...

Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Hanah!

Obrigado.

Beijo.

lupussignatus disse...

Olá Un Dress!


língua

polvilhada

de lume...



Beijo.

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

Faúlhas itinerantes...

lupussignatus disse...

Olá L.

Cristais irmanados com as vértebras da noite...

lupussignatus disse...

Olá Carla!

A natureza é uma dádiva...

Obrigado.

Beijo.

lupussignatus disse...

Olá Maré!

Bem vinda arquitectar...

Obrigado pelas tuas palavras voadoras...

lupussignatus disse...

Olá João Moreira!

Desculpe. Quase me esquecia de si...

Bem-vindo e obrigado pelas palavras luminosas.