O que resta...



"O mundo está fechado. Fora dele já não há aventura. As fronteiras estão a desaparecer e as que restam estão vigiadas por funcionários iguais: mercenários da empresa da normalização das vidas que nos numeram, nos vigiam e nos destroem. A única aventura que nos resta é a nossa aventura interior."


António Alçada Baptista, in "O Riso de Deus"


"The last kiss", fotografia de Roberto Palladini, in http://www.photoforum.ru/

12 comentários:

Hanah disse...

Belissimo...

linda foto....

Beijinho de Boa Semana

un dress disse...

tudo a salvar.

bem por

dentro! ~





beijO

maat disse...

sim, de facto.
Normalizar o que não é normalizável, o suicídio da sociedade , cmo organismo vivo.
Será ainda o que resta.
O que também é viver no fio da navalha...


Belíssima escolha.

merci.


***maat

alice disse...

belíssima citação. de um dos meus autores predilectos em português!

~pi disse...

e sim confirmo:

pesam por dentro as pedras.

demais. e muitas vezes...

Carla disse...

um dos meus livros de eleição...óptima escolha!
beijos

lupussignatus disse...

Olá Hanah!


O mérito é todo do fotógrafo Roberto Palladini.

É, na verdade, uma foto que nos toca e interpela...

Beijinho de bom fim de semana.

lupussignatus disse...

Olá Un dress!


Inside

me



beijo.

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Anestesiados - assim nos querem ver...

Obrigado.

lupussignatus disse...

Olá Alice!

Seja bem-vinda...

Obrigado.

Também gosto muito das reflexões de António Alçada Baptista. Obriga-nos a pensar...

lupussignatus disse...

Olá Pi!

nada como um seixo bem polido

pelas águas do rio :)

lupussignatus disse...

Olá Carla!

O título é delicioso. Faz jus ao conteúdo...

Obrigado.

Beijo.