Mar: essa palavra tão azul...



"Lentamente construo estes murmúrios,
nesta palavra mar já tão profunda.


Solto o vento de rodas as viagens,
nestas praias de gente sem fronteiras.


Pequenas multidões pulsam a vida
e o mar apenas sobe mais azul.


Minucioso, espalho o meu olhar,
pelo secreto adeus do horizonte.


No som tão repetido dos navios,
há muito se esgotaram as sereias.


Desce a preguiça pela tarde lenta,
nas horas o silêncio vem de longe."



"Tarde de praia, ao longe", poema de Rui Namorado
"By the Sea", fotografia de Aelita, in http://www.photoforum.ru/

6 comentários:

Ana Pallito disse...

Leva-me a alma no conjunto.

Sempre grata amigo.

Hanah disse...

"Pequenas multidões pulsam a vida e o mar apenas sobe mais azul..."

lindissimo...

Dalaila disse...

Mar essa palavra que responde ao meu silêncio, Lupus a fotografia é linda o peoma enamorei-me

lupussignatus disse...

Olá Ana!


Mar que nos envolve e devolve...

VIDA


Grato sou eu -

pela amizade, pela visita e pelas

palavras sempre gentis.

lupussignatus disse...

Olá Hanah!


Mar que nos funda e afunda


de VIDA.

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!


MAR -

Silêncio que nos fala ao ouvido...