O mar do inconsciente...


"Qualquer psicólogo o sabe. Fracassamos ou triunfamos, ficamos pelo caminho ou vamos longe, às vezes por um pequeno nada, perdido no mar do inconsciente."

António Quadros, escritor


http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_quadros

"Black Blue Sea", fotografia de big, in http://www.photoforum.ru/

8 comentários:

maat disse...

...fico extasiada de mar, no mar, pelo mar...e tantas vezes, tantas vou ao fundo..." black blue sea"...
"por um pequeno nada"...



Afectos marinhos,


***maat

Dalaila disse...

essa nada que às vezes parece tudo.... passa-se o mar.... e fica apenas o nada.... porque nadamos para o mar do incosciente, já salpicadas.... mas a viver

Mïr disse...

Imenso é o mar do inconsciente
sinuosa a maré da consciência.


Tarde de sol, sol de um outro caminho.

Maria João disse...

E porque o mar na sua imensidão se confunde com o sonho, aqui fica o sonho de Sebastião da Gama

Pelo Sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.
Basta a fé no que temos,
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e do que é do dia-a-dia.
Chegamos? Não chegamos?
- Partimos. Vamos. Somos.

Pelo pequeno nada…vamos mais longe,
“enquanto houver ventos e mar, a gente não vai parar”

Beijo salgado encontrado na mais doce das ondas

lupussignatus disse...

Olá Maat!

O mar é um companheiro admirável: tem sempre uma palavra rumorosa para nos tranquilizar.

Mesmo quando o seu génio está revolto e irascível com o mal que os homens lhe provocam, a sua candura está sempre lá: nas profundezas insondáveis do seu leito ou na sua superfície transparente do seu peito...

Por um pequeno nada submergimos. Por um pequeno nada emergimos.

Vasto é o oceano em que fundeamos...

Afecto coralífero.

Fim de semana cheio de maresia...

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

É no contacto com esse mar (o cheiro a maresia é fantástico!) que vamos muitas vezes buscar pequeninos nadas que são motores
de minúsculas esperanças...que nos salpicam de VIDA!

Fim de semana cheio de maresia.

lupussignatus disse...

Olá Mir!

Fundo e profundo comentário.

Perco-me nessa maré...

Fim de semana cheio de búzios.

lupussignatus disse...

Olá Joaninha!

O sonho é já o mar. Um mar calmo e plácido, onde nos banhamos em busca de renovadas energias que polvilhem de sal a fragata da existência.

Obrigado por me relembrares esse poema navegante do Sebastião da Gama.

Búzio onde se escutam as marés e onde se ouve o ruído dos passos nesse palmilhar de trilhos arenosos.

Búzio repleto de vento, maresia, dunas, conchas e andorinhas-do-mar...

Beijo de asas no cais do teu rosto. Marítima face onde aporto depois da tempestade.