Natureza humana


"Que duro e longo é este caminho para a humanização do homem? Por que é que, depois de tantos milénios, de tanta beleza criada, de tanta especulação religiosa e filosófica, chegamos a esta situação de não podermos ser, efectivamente, humanos na relação com o meio e com os outros.
Não faças aos outros aquilo que não queres que te façam a ti."

José Saramago

Fotografia de David, intitulada "Harmony human and the nature": http://www.photoforum.ru

7 comentários:

Dalaila disse...

amanhã comento!

hoje.. não

só passei para desejar boa noite

maat disse...

"Não faças aos outros aquilo que não queres que te façam a ti."Porquê?
Uma das razões ,seguramente, é porque quase ninguém sabe amar-se a si próprio...e esta é das razões mais básiacas...haverá outras ...
Os humanos perderam a memória de que os seus dons, as suas qualidades, existem não para si próprios, mas para os outros ,no sentido mais universal ( para o OUtro).

Não será que o Universo colabora todo nesse sentido?

Será que a flor existe para si própria, ou para compor a harmonia ao seu redor?


meu afecto,

***maat

Dalaila disse...

Eu acredito, nas pessoas,
eu acredito no ser humano,
eu acredito na amizade,
eu acredito no amor,
eu acredito na partilha,
eu acredito na humanização,
eu acredito que gostava de fazer aos outros aquilo que me faço a mim.

Acredito no que quero acreditar, não na verdade infelizmente.

Mïr disse...

"O que desumaniza o homem é o mal. Tornar-se humano é empenhar-se na prática do bem, segundo aquele apelo sutil, contrastado e difícil, que está no fundo da alma, na substância da espécie. É um apelo, uma vocação, um desejo, a que esforçadamente se casa a vontade. A imagem do bem está por aí, em volta, nos espelhos que fornece a consciência, a razão, a experiência..."


Citando José Lourenço Oliveira.

Bom dia.

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Essa é uma daquelas frases que devia andar sempre "pendurada" na nossa cabeça...

"Não fazer aos outros aquilo que não queremos que nos façam a nós."

É como que a saída do nosso exílio de egoísmo, presunção e arrogância para um caminho com muitas derivações...

Que somos nós sem o outro? Vazio.

E ainda assim, persistimos em regar o nosso jardim individual cheio de ervas daninhas...

Obrigado pelas palavras e pelo afecto, que segue com bilhete de volta...:)

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

Crer em nós, nas nossas capacidades e nos nossos defeitos (sobretudo, nestes últimos) é já o primeiro passo para a humanização...das atitudes e dos comportamentos.

A verdade é, em minha opinião, algo aparente, ilusório, fácil de impingir e de propagandear.

Ela é, como diz o provérbio popular, um engano.

Obrigado. Resto de dia (noite) feliz...

lupussignatus disse...

Olá Mir!

A Humanidade vive em nós.

Obrigado. Resto de dia (noite) feliz...