Na terra dos sentimentos...

"Nómada incurável na terra dos sentimentos, a paz do lar nunca seria a minha paz, nem a ordem doméstica a minha ordem. Separava-nos um fosso da largura da imaginação."

Miguel Torga

2 comentários:

Dalaila disse...

Correntes,
ventos,
passeios,
caminhadas,
ir,
ver,
procurar,
voar,
levitar,
pairar,
irreal

por aí caminham os nómadas da imaginação... não os prendam!

lupussignatus disse...

Boa noite Dalaila!

A nossa casa é todo o mundo...

Ser viandante de afectos e dialectos, "nómada da imaginação", é a capacidade que temos de quebrar as correntes...e transfigurá-las em redes de fraternidade!

Em cada partida. Em cada despedida.

Em cada regresso. Em cada viagem.

Renascemos.Reinventamo-nos.


Beijo.