Olhos tristes



"Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos,
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d'esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém."


"Senhora, Partem Tam Tristes", poema de João Roiz de Castel-Branco, Século XV
"Sad Eyes", foto de Carla Rosa, disponível aqui: http://www.photoforum.ru/

2 comentários:

Amita disse...

O relembrar este belo poema do Sec. XV já valeu a pena passar por aqui.
Um abraço e um excelente dia

lupussignatus disse...

Olá Amita!

Este poema é uma pérola...

Séculos volvidos, mantém, intocável, toda a luz...

Obrigado.

Abraço. Um bom fim de semana.