PAZ!



"Onde encontro a paz? ...
Pergunto-me a todo instante.
Procurei-a há tempos idos
Num lugarejo distante...
Procurei-a num largo anfiteatro
E ainda não achei...
Procurei-a, desta vez, num circo
E também não encontrei...
Então pensei: Está no lar!...
Mas também lá não estava.
E pus-me novamente a buscá-la
Nos canteiros floridos, no pôr-do-sol,
Em todas as maravilhas do Universo
E nada consegui encontrar...
Um dia, embaraçada com tanta busca,
Perdi-me dentro de mim
E... Qual não foi a minha surpresa!
Lá estava ela...
A sorrir."


Nota: "Paz", poema de Amélia Rodrigues, foi retirado daqui: www.astormentas.com . Foto de Jamie Osher, intitulada "At Peace", disponível aqui: http://www.photoforum.ru/

Para saber mais sobre a escritora e poetisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Amélia_Rodrigues
http://www.secrel.com.br/JPOESIA/amel.html

10 comentários:

Mïr disse...

"...Perdi-me dentro de mim..."

É aí mesmo onde nos sorri a Paz.

Dalaila disse...

encontrar a paz no nosso interior, faz com que emane pela pele para o exterior, aí sim encontramos a paz,
em tudo,
em gente,
em lugares,
no lar,
em tudo.

E só com paz, se pode viver em turbilhão!

BONITO

lupussignatus disse...

Olá Mir!

E como é bom perdermo-nos dentro de nós, dentro dos outros, daqueles que nos querem bem, daqueles a quem nós queremos bem. É aí, nessa morada dos deuses, que vislumbramos a PAZ.

Obrigado. Um óptimo fim de semana.

lupussignatus disse...

Olá Dalaila!

Também estas arquitecturas não teriam a mesma estabilidade e solidez sem os teus comentários...

100% de acordo. Só nos podemos comprometer, activa e eficazmente, com a Paz global quando o nosso interior estiver despoluído.

Felizmente, já há alguns faróis por aí...

Obrigado. Um óptimo fim de semana.

Hanah disse...

Que maravilha !!!!


Belos dias de Paz...


Beijão


Namastê

lupussignatus disse...

Olá Hanah!

Ainda bem que gostaste. Que este pequenino elo seja parte de uma corrente gigantesca e poderosa - que faça tremer os senhores da guerra!

Utopia? Talvez. Mas é com pequeninos flocos que a PAZ começa a derreter-se pelos corações...

Beijo azul. Namastê.

maat disse...

deixo algumas sementes de Paz:

Paz Profunda para todos os seres
Em todos os universos
Que irradie para todos os corações
E regresse continuamente às nossas mentes
Extrema tolerância e compreensão para todos
Perdão compaixão e caridade
Mãos estendidas para toda a ajuda
Sem esperar nada nesta vida ou noutra



O Amor é a Lei
O Amor Incondicional



***maat

Luis Enrique disse...

Exatamente isso, há que procurar dentro antes q fora. Um abraço Lupussignatus, bom fim de semana.

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Essas sementes dão frutos doces e saborosos; saibamos lançar á terra esses pequeninos grãos para que deles, um dia, frutifique o futuro.

Obrigado. Um óptimo fim de semana.

lupussignatus disse...

Olá Luís Enrique!

Dentro de nós germinam esperanças...

Obrigado. Bom fim de semana.

Abraço atlântico.