A vindima dos sonhos



"O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova..."



"Confiança", poema de Miguel Torga, in "Miguel Torga - Cântico do Homem", edição Visão/Jornal de Letras

Vale a pena ler esta crónica sobre o escritor, publicada no JN: http://jn.sapo.pt/2007/08/22/pais/miguel_torga.html

2 comentários:

maat disse...

Torga nasceu subver(sivo).
"São Berardo" é o rosto de um país submerso.
É que a comparação só vale pela distância, porque não há termos...

Bom dia.

***maat

lupussignatus disse...

Olá Maat!

Fazem falta mais Torgas, capazes de nos despertar da anestesia cívica em que caímos...